Agora o Blues com Z é 100% Blues Brasil.
Essa é nossa mais nova iniciativa para divulgar e incentivar o gênero no país.
De Norte a Sul do Brasil o Blues é praticado e estamos abrindo espaço para todo brasuca que queira expressar seu feeling Blues.
Continuamos com os bate-papos. Toda semana um nome ou uma banda nacional para nos contar como é fazer Blues por aqui.
"....O velho Blues não tem formato, nem receira, nem religião,a cor da pele não se mete nisso..."




Seja bem-vindo, o blues vai rolar! E como dizia o mestre Muddy Waters, "pedras que rolam não criam limo".

9 de janeiro de 2008

Atração 14/01/2007


ENTREVISTA COM GUSTAVO ANDRADE

Próxima segunda (14/01) vamos bater um papo com o guitarrista GUSTAVO ANDRADE, um dos fundadores da Hot Spot Blues Band, considerada pela revista Blues'n'Jazz de São Paulo a melhor banda de Blues mineira. Além de ser um músico dos mais competentes, GUSTAVO criou o projeto Minas Blues Jam, uma iniciativa independente para a divulgação do Blues e a integração de músicos do gênero de todo país.
Publicamos abaixo uma entrevista pontual, das mais substanciosas, com o guitarrista.
Boa leitura!

Blues com Z - Sua formação musical.
Gustavo
- Comecei a tocar violão aos 09 anos vendo meu pai (bossa/samba) e meu irmão (blues/rock) tocarem em casa. Fui me interessando mais e comecei a pesquisar e tirar músicas através do rádio, de vídeos, LP’s e fitas-cassestes de meu irmão mais velho. Aos 12 anos comprei um contra-baixo elétrico e comecei a cantar nessa época também. Aos 14 anos fiz meu primeiro show, daí pra frente eu vi que era isso mesmo que eu queria e não larguei mais. Estudei canto e violão na Fundação de Educação Artística aqui em Belo Horizonte, participei de oficinas de música no Festival de Ouro Preto, participei de várias bandas e projetos musicais, isso tudo ajudou muito para minha formação e ainda continua ajudando. A música é um processo criativo contínuo, você nunca pára de aprender e de criar.

Blues com Z - Quando apareceu o Blues na sua vida?
Gustavo
-
Naquela época (anos 80) ainda não tínhamos internet e era raro escutar um blues de verdade nas rádios, sendo assim, era bem mais difícil de descobrir estilos como o blues. Numas dessas fitas-cassestes, nos LP’s, o blues me foi apresentado pelo meu irmão mais velho (Kalango) e por uma legião de músicos de rock e blues aqui de Belo Horizonte chamada Tribo De Solos. Comecei a tocar de verdade nas “jams” da Tribo. Também assisti filmes como Crossroads (A encruzilhada), The Blues Brothers (Irmãos Cara de Pau) entre outros, que me ajudaram a entender um pouco mais sobre o estilo e apaixonar-me com o blues e a sua total irreverência.
O blues está inserido no nosso cotidiano, seja na propaganda da tv, na trilha sonora do filme, na novela, na internet, nos jingles de rádio, em artistas como Rolling Stones, Beatles, Eric Clapton, Stevie Ray Vaughan, John Mayer, Joss Stone, Ben Harper. Creio que hoje esse acesso ao blues está bem mais fácil.

Blues com Z - Maiores influências.
Gustavo
-
Ouço até hoje muito Jimi Hendrix, Jeff Beck, Buddy Guy, Eric Clapton, BB King, Robert Johnson, Albert Collins, Albert King, Willie Dixon, Johhny Winter, Billy Gibbons, Santana, SRV, Miles Davis, Jaco Pastorius, John Coltrane etc. As influências estão sempre sendo somadas. Pra mim nunca se pára esse processo de acrescentar ao meu estilo e ao meu som elementos que me agradam em outras músicas. Estilos como o samba, a bossa, o maracatu, o congado, o blues, o jazz, o soul, o rock, o country , o reggae, o psycho-funk(60-70), a música cubana, africana, árabe, indiana, a cada dia temos mais acesso cultural e novas influências se agregam naturalmente.

Blues com Z - Fale sobre a Hot Spot.
Gustavo -
A Hot Spot Blues Band é formada por Gustavo Andrade (guitarra e vocal), Luiz Andrade (bateria) e Jonas Lima (baixo). O Jonas é um grande baixista e tem apenas 2 anos de banda. Eu e meu irmão tocamos juntos em quase todas as “gigs” desde sempre. Temos um ótimo entrosamento e isso nos ajuda muito. Esse entrosamento é o nosso diferencial, um groove sólido com bastante swing e pegada. Já tocamos em vários festivais e também já acompanhamos artistas como Pepeu Gomes, Cláudio Venturini, Big Gilson, Big Joe Manfra, Jefferson Gonçalves, Felipe Cazaux, Rodrigo Nézio, Ted McNeely, Guilherme Bizzotto, Bauxita, Leandro Ferrari entre muitos outros amigos. A banda está em uma ótima fase. Começamos 2008 a todo vapor. Dias 11 e 12 de janeiro vou tocar na Temporada de Blues de Tiradentes junto ao grande guitarrista Ted Mcneely e a Yellow Cab e dia 18 vamos tocar no Ilha Blues Festival a convite do produtor e amigo Oda Gomes. Também em 2008 vamos lançar nosso primeiro cd pra comemorar esses 15 anos tocando juntos.

Blues com Z - Como anda a confecção do 1º cd e quando sai?
Gustavo
- O cd “Feeling Alright” é uma comemoração por nossa paixão pelo blues. Ele conta com dez releituras do estilo que mais curtimos, o blues-soul. O cd tem ainda participações especiais dos amigos Big Joe Manfra, Jefferson Gonçalves, Robson Fernandes, Manoel Barbosa, Leandro Ferrari e Raphael Negromonte. O cd está quase pronto. A previsão é de lançarmos em maio desse ano aqui em BH e depois pelo Brasil afora.

Blues com Z - BH é um dos maiores redutos de bluseiros do país?
Gustavo
- Em BH tem muito bluesman sim, mas é difícil dizer qual é o maior reduto de blues do Brasil. Cada dia que passa conheço mais e mais pessoas que tocam ou que se interessam em começar a tocar blues em todo Brasil. Em Minas Gerais temos nomes como Hot Spot, Nasty Blues, Rodrigo Nézio & Duocondé, Yellow Cab Blues Band, Leandro Ferrari, Samir Chammas, Osmar Melo, Pedro Kokaev, Fred Cardoso, Mariana Borsssatto, Paulo Savino, 34 Blues Band, Bauxita, Affonsinho, Guilherme Bizzotto, Alexandre Araújo, Aeroblues, Hilmara Fernandes, Free Hand, Deja Blues, Carol Jaques, Rodica, Companhia De Blues, Legado Blues, Yer Blues entre muitos outros. A cena aqui em Minas está cada dia melhor.

Blues com Z - Fale sobre o Projeto Minas Blues Jam.
Gustavo
-
Penso que se ficarmos esperando que a mídia e que outros produtores abram espaços e tragam artistas bacanas de blues pra cá, vamos esperar até sei lá quando. Criei o projeto Minas Blues Jam por causa da falta de cuidado, de informação e de espaços em Minas para com os artistas do blues. É uma queixa que não é só por aqui, creio que aconteça em quase todo Brasil.
O projeto visa convidar artistas de todo Brasil para “jams” de blues e workshops em Minas e assim divulgar o blues e suas ramificações, abrir novos espaços, aquecer nossa agenda cultural, revelar novos artistas, mostrar a música de qualidade feita no Brasil e no mundo e aumentar o acesso do público à essa arte.
O Minas Blues Jam já contou com a participação especial de vários músicos, entre eles,
Big Gilson (RJ), Big Joe Manfra (RJ), Jefferson Gonçalves (RJ), Leandro Ferrari (MG), Andre Hommer (SP), Felipe Cazaux (CE), André Carlini (SP), Bauxita (MG), Guilherme Bizzotto (MG), Marcelo Morais (MG), Cubanito (Cuba), Rodica (USA), Bruno Avanzato (Itália) entre muitos outros. O projeto está indo super bem, alavancando bastante a divulgação do blues em Minas e no Brasil.
Anunciando em primeira mão pra vocês do Blues Com Z, d
ias 14 e 15 de março de 2008 o projeto comemora e realiza sua oitava edição com a participação dos gaitistas Robson Fernandes e Leandro Ferrari.

Blues com Z - A integração de músicos de Blues de vários cantos do país é um caminho para alavancar o gênero no Brasil?
Gustavo
-
Claro. Quanto maior a integração maior será o movimento, conseqüentemente maior será a divulgação e o acesso do público ao blues e à boa música. É isso que tento fazer através do projeto Minas Blues Jam. Bacana demais termos espaços como o “Blues Com Z” pra botar a boca no trombone, trocarmos e divulgarmos novas idéias também.

Blues com Z - Com tantos talentos de norte a sul do país, o que falta para o Blues feito no Brasil conquistar mais espaços?
Gustavo
-
Temos que nos unir e acharmos alternativas como o Minas Blues Jam, o Blues Com Z, a Banca Do Blues, a Temporada de Blues de Tiradentes, o Ilha Blues Festival, o Niterói de Alma Blues, o festival da revista “Blues N’ Jazz” e outros, para cada vez mais divulgar o blues e conseguirmos chegar até o nosso público. Não precisamos agradar a todos, mas tem muita gente que curte blues e quer ter a oportunidade de ver esses artistas em sua cidade. Esperamos que com esses novos espaços o público tenha cada vez mais acesso ao blues e à artistas de qualidade.
Gostaria de aproveitar e agradecer o Johnny, à você Edu e toda equipe do “Blues Com Z” pelo espaço e pela grande iniciativa de vocês. O Brasil precisa demais de pessoas assim. Parabéns pelo belo trabalho!

Um feliz 2008 e um grande abraço a todos!

HOT SPOT BLUES BAND
ORKUT:
www.orkut.com/Community.aspx?cmm=1068437

MY SPACE:
www.myspace.com/hotspotbluesband


MINAS BLUES JAM!
ORKUT:
www.orkut.com/Community.aspx?cmm=8296978

MY SPACE:
www.myspace.com/minasbluesjam

YOUTUBE:
www.youtube.com/watch?v=Hm6I96dCDGk

Um comentário:

Claudio Ribeiro disse...

Grandes Edusíssimo e Johnny

parabéns pelo programa !

Hoje realmente matou a pau !

Gustavo Andrade se mostrou uma grande cara e batalhador do blues.

Continuem assim !

abraços