Agora o Blues com Z é 100% Blues Brasil.
Essa é nossa mais nova iniciativa para divulgar e incentivar o gênero no país.
De Norte a Sul do Brasil o Blues é praticado e estamos abrindo espaço para todo brasuca que queira expressar seu feeling Blues.
Continuamos com os bate-papos. Toda semana um nome ou uma banda nacional para nos contar como é fazer Blues por aqui.
"....O velho Blues não tem formato, nem receira, nem religião,a cor da pele não se mete nisso..."




Seja bem-vindo, o blues vai rolar! E como dizia o mestre Muddy Waters, "pedras que rolam não criam limo".

14 de março de 2008

Atração - 17/03/2008


BLACK COFFEE BAND

Uma das atrações da próxima edição do Blues com Z (17/03) será o grupo paulistano BLACK COFFEE. Mesmo com pouco tempo de rodagem, vem encantando e já é uma das sensações no circuito do Blues de São Paulo.
Logo abaixo temos uma entrevista pontual com o grupo, que nos conta um pouco da trajetória da banda.


Blues com Z - A formação musical dos integrantes do grupo.

Oswaldo – Fiz cursos de gaita com Robson Fernandes, André Carlini e Sérgio Duarte e muito estudo em casa, e alguns cursos de teoria musical.

Wagner – Sou formado pela Faculdade de Artes Alcântara Machado (FAAM) no curso de Música Bacharelado em Bateria

Isabel – Não tenho nenhuma formação musical, nunca estudei música. Minha escola têm sido os palcos mesmo.

André – Estudei contrabaixo elétrico em 2000 no IB&T e na seqüência me formei na FAAM.

Marcio – Fiz aulas particulares de guitarra, mas me aprimoro mesmo é no palco e na troca de experiências e técnicas com outros guitarristas.

Blues com Z - Como foi a criação da banda.
Isabel
– O Marcio, nosso guitarrista e o Carlos, que na época era nosso baixista, já tocavam juntos há muito tempo em uma banda de rock ‘n’ roll e decidiram montar uma banda de blues.
Eles convidaram o Roberto Terremoto, que seria o vocalista da banda e, de fato, ele ajudou a formar o que nós somos hoje. A partir do Roberto, o Oswaldo foi convidado a se juntar à banda. O Marcio e o Carlos me convidaram a fazer uns vocais de apoio e tínhamos ainda o baterista Creck.
O Roberto acabou saindo pouco tempo depois e eu assumindo de vez os vocais. E depois disso nós já passamos por outras mudanças, como a saída do Creck e entrada do Wagner, e a saída recente do Carlos e a entrada do André.
Na verdade, todos esses esforços em criar uma banda são no intuito de manter uma união perfeita entre música e músicos. Algumas pessoas passaram por nós e deram sua importante contribuição. Hoje, com o time que temos, posso garantir que música e músicos são uma coisa só. Não é só a música que temos em comum, a amizade e união entre nós é o que tem feito da Black Coffee o que ela é.

Blues com Z- As principais influências de cada um.
Oswaldo
- Gaitistas Brasileiros, André Carlini e Flávio Guimarães. Além de músicos internacionais como Jason Ricci, Sugar Blues, entre outros

Isabel – Tenho muitas, mas encabeçando a lista estão Stevie Wonder, Aretha Franklin e Tina Turner, eles são inspirações eternas. Muitos outros cantores e músicos me influenciaram, sejam eles de blues, rock ou soul, com cada um pude aprender e aprimorar meu jeito de cantar.

Marcio – Minhas maiores influências são Jimmy Page, Steve Ray Vaughan, Johnny Winter, além de outros guitarristas da década de 70.

Wagner – Minhas influências são Jack DeJohnette, Bill Stewart, Brian Blade, Nenê, Hermeto Pascoal, entre muitos.

Blues com Z- A escolha do repertório.
Isabel
- Nosso repertório é dividido entre o blues e a soul music. Normalmente eu acabo indicando as músicas de soul que ficariam legais pra banda tocar, e o Oswaldo faz o mesmo com o Blues. Além é claro, das sugestões de todo o pessoal da banda.
Mas as escolhas sempre são feitas levando em consideração o que achamos que agradaria mais ao público que nos assiste, algo animado e dançante, e nossos gostos pessoais também contam, claro. Sempre em consenso.

Blues com Z - O Blues e afins estão conquistando mais simpatizantes?
Oswaldo
- Desde o dia em que ouvi falar em Blues até hoje, o movimento tem crescido nas mais variadas formas e estilos isso é muito bom, sem contar com os simpatizantes e as pessoas que trabalham para o bem do Blues aqui no Brasil.
Acredito que isso se deve porque o blues é um ritmo contagiante e apaixonante e nós da Black Coffee fazemos uma levada muito dançante de forma muito alegre.
Estamos contribuindo para a divulgação do estilo da forma que podemos e conseguimos, com certeza acredito que as pessoas que nos vêem tocando sempre mudam para melhor seus conceitos em relação ao Blues. Porém, ainda sentimos falta de festivais, a criação de novos espaços para tocar e que se desenvolva a cultura de ouvir musica ao vivo no Brasil, além de podermos oferecer mais qualidade sonora ao público.

Blues com Z - Estão aparecendo novos espaços para apresentações?
Oswaldo
- Para nós sim, com certeza buscamos alternativas inclusive fora do circuito de bares, como prefeituras, empresas, núcleos de arte, entre outros locais onde possamos fazer um show para ser assistido, diferente de um bar.

Blues com Z - Como a Black Coffee se situa na nova cena blues em Sampa?
Oswaldo
- Acredito que estamos crescendo muito, estamos sendo apoiados por muitos amigos e simpatizantes do nosso trabalho.

Isabel – Também temos tentado atingir um público que não seja necessariamente de Blues, e estamos tendo um considerável sucesso com isso. Tocamos também em casas onde não é predominantemente o Blues que se ouve. Nossa intenção com isso é difundir ainda mais esse estilo que não tem muito espaço em grandes mídias, mas que tem provado agradar a todos.

Blues com Z - Falem sobre as músicas (7) escolhidas do EP do grupo.
Isabel
– Nós já vínhamos tocando essas músicas ao vivo há pelo menos um ano antes de entrarmos em estúdio, e dentro do repertório que fazíamos na época, essas eram as músicas que mais tinham a “nossa cara” e que também agradavam a nós e ao público.
Porém entre todas, com certeza, Chain of Fools (Aretha Franklin) é a música que mais tem a nossa cara, costumo brincar dizendo que nos apropriamos da música, e agora ela é nossa, ninguém tira da gente (rs).
Tentamos mesclar o Blues e o Soul que são nossas características mais fortes, então Hoochie Coochie Gal e Chain of Fools fazem parte desse nosso registro, com a mesma importância.

Blues com Z - Novos projetos, apresentações e o site da banda.
Isabel – Estamos em processo de composição do nosso futuro CD que pretendemos lançar no final de 2008 ou no começo de 2009, não estamos com muita pressa, queremos caprichar muito nesse nosso primeiro CD autoral.
Esse é um processo novo pra gente, porque até agora só fazíamos versões, mas tem sido muito bom, muito produtivo. E esperamos que o resultado saia realmente como pensamos e queremos.
Estamos contando também com a colaboração de alguns amigos músicos que, gentilmente nos ofereceram suas músicas. O Roberto Terremoto compôs uma música exclusivamente pra Black Coffee. Essas parcerias com certeza irão enriquecer ainda mais nosso futuro CD.
Acabamos de lançar um novo site, totalmente reformulado e com mais interação entre os fãs e a banda. Nele tem músicas, vídeos, fotos, agenda, notícias, além de uma área chamada “Amigos da Black Coffee”, que é dedicada aos nossos amigos e fãs.
Nos dias de hoje, com essa loucura que anda o mundo, não teria como ignorar que todos temos um papel na sociedade, e que podemos fazer a diferença se quisermos, realmente. Por isso, a Black Coffee tem tentado levar nossa arte a todos e em todos os lugares que nos convidarem. Estamos fazendo um projeto muito bacana no CEU Cidade Dutra, um local de uma estrutura excelente e que conta com pessoas realmente engajadas na questão social. E fazemos isso com muito carinho, pois levamos àquela comunidade não somente um som com o qual elas não estão familiarizadas, mas que tem aceitado muito bem, mas acima de tudo tentamos levar conhecimento da forma como podemos.
Nesse projeto, levamos um ou mais convidados, e tanto eles, como também a própria Black Coffee levamos a informação juntamente com a diversão, ou seja, tocamos e também contamos histórias sobre os instrumentos ou sobre um músico, ou ainda sobre a própria história do Blues. Esse é um projeto que queremos levar com grande afinco, porque sentimos que podemos fazer a diferença. Em breve colocaremos em nosso site o texto de nossa Responsabilidade Social.

Agradecimentos

Isabel – Em nome de toda a Black Coffee, gostaria de agradecer o Blues com Z pelo espaço e apoio. Edu e Johnny muito obrigada!
Um abraço a todos, e quem quiser saber mais sobre nossa banda, ouvir músicas, ver vídeos, entrem em nosso site:

www.blackcoffeeband.com.br

9 comentários:

Anônimo disse...

Olá galera do blues com Z
quero agradecer imensamente ao Edi que nos deu essa e outras muitas masi que ja nos deu.
A reportagem esta ,muito legal e bem bolada.
Estamos muito felizes em poder participar do blog Blues comZ
paz e muita saude a todos

Isabel Tavares disse...

Ao Edu e o Blues com Z, muito obrigada pela entrevista e apoio.

Um abraço à todos

Isabel
www.BlackCoffeeband.com.br

eagaspar disse...

Parabens ao Edu, pela bela entrevista, e Black coffee a banda que tem muito a dizer no cenario nacional, pela humildade e simplicidade, de todos seus componentes, essa é uma banda que veio pra ficar

Anônimo disse...

Ola´Edu muito obrigado pela oportunidade, nos da Black Coffee agradecemos.
Seu trabalho é muito importante pra o cenario Brasileiro, isso nos deixa muito orgulhoso.
paz
Oswaldo

Anônimo disse...

Olá!
Ótima entrevista!

Abraços.

wilson

Claudio Ribeiro disse...

Edu, como vc vai ler antes de aprovar, quero fazer uma ressalva !
Fiquei extremamente chateado com o furo do Black Coffee, banda que admiro muito.Ficamos lá, torcendo pro caras entrarem e papearem com a gente, e quem sabe ouvir um "à capela" da voz maravilhosa da Isabel.
Mas não apareceram nem no chat.
Como fã da banda e amante do blues, fica aqui meu "puxão de orelhas" no Oswaldo.
Mas quem sabe uma próxima vez...

Edu Soliani disse...

Oi, Claúdio.
O que houve na realidade foi um grande equívoco e um pouco de falta de experiência, de todos, com as ferramentas da Net. Somente isto.
Lamentamos (nós e a banda) não termos conseguido realizar o bate-papo, porém, com toda certeza, a Black Coffee estará presente em outras oportunidades e vc será o primeiro a saber. Aguarde!!!!
Agradeço muito sua participação e "não vamos nos dispersar..."(Guevara)
Abraço!!!!!!!!!!!!

Isabel Tavares disse...

Salve!
Como o Edu explicou acima, realmente tivemos um problema de comunicação, e isso gerou um mal entendido.
De qualquer forma, foi uma pena a Black Coffee não ter podido participar mais do programa.
Da próxima vez, vocês terão pacote completo :)

Um grande abraço a todos e espero que tenhamos esclarecido as coisas para todos.

Isabel
Black Coffee

Amante do Blues disse...

Fico contente que tenha um espaço reservado para pessoas de bom gosto. Adorei estar com vcs. Um Abraço.