Agora o Blues com Z é 100% Blues Brasil.
Essa é nossa mais nova iniciativa para divulgar e incentivar o gênero no país.
De Norte a Sul do Brasil o Blues é praticado e estamos abrindo espaço para todo brasuca que queira expressar seu feeling Blues.
Continuamos com os bate-papos. Toda semana um nome ou uma banda nacional para nos contar como é fazer Blues por aqui.
"....O velho Blues não tem formato, nem receira, nem religião,a cor da pele não se mete nisso..."




Seja bem-vindo, o blues vai rolar! E como dizia o mestre Muddy Waters, "pedras que rolam não criam limo".

2 de abril de 2008

Atração 07/04/2008


MAURÍCIO SAHADY

O guitarrista carioca MAURÍCIO SAHADY é um dos pioneiros do Blues feito no Brasil. Ele será nossa atração, da próxima edição do Blues com Z (07/04), 100% Blues Brasil, numa entrevista descontraída , onde traça um panoroma do gênero praticado por aqui.
Confira aqui uma entrevista pontual com MAURÍCIO, que nos conta um pouco de sua trajetória.


Blues com Z - Sua formação musical.
Maurício
– Comecei tocando de ouvido; depois, estudei um pouco de violão clássico, que me ajudou muito na técnica de tocar sem palheta.
O Blues seguiu por minha conta, ouvindo e vendo os mestres.

Blues com Z - Quando apareceu o Blues na sua vida?
Maurício -
Em 1979, quando vi B.B. King pela primeira vez. Era um festival de jazz que rolava em São Paulo e era transmitido na íntegra pela TV Educativa, bons tempos aqueles

Blues com Z - Maiores influências.
Maurício B.B. King, Freddy King, Albert King, Otis Rush, T-Bone Walker, Albert Collins, Little Walter, Charlie Christian e Wes Montgomery .

Blues com Z – No novo cd “Laundromat 335” vc se rende ao inglês.
Fale sobre o Blues autoral em português e dos dois primeiros cds.
Maurício
Autoral é sempre mais difícil; em português, então, mais ainda; ainda mais quando há ortodoxos que sequer admitem tal possibilidade. Paguei um preço pela ousadia: fui preterido em alguns eventos. Poderia aqui fazer uma análise dos meus dois primeiros CDs – Blues Brasileiro e Vício Valvulado – mas, no final, é a opinião dos que levaram as “bolachas” pra casa que importa: a maioria gostou dessa fusão Blues –Brasil. Um amigo me contou que suas filhas pequenas(4 e 9 anos) sabem cantar todas as faixas do Blues Brasileiro, sabem até quando entra o solo de guitarra, os metais, etc. Já ouvi muitos relatos do tipo “Maurício, aquela tua música tinha que tocar em rádio”. Isso, há um tempo atrás, teria feito muita diferença - teria apresentado o blues a muitos brasileiros que até hoje nem sabem que ele existe.

Blues com Z – Vc já se interessou em mostrar seu Blues fora do país?
MaurícioÉ o que tenho feito ultimamente com o Laundromat 335.
Está tocando em várias rádios da Europa: França, Itália, Dinamarca e Holanda.Tenho recebido as” playlists” e é muito legal ver o nome ao lado de nomes como Robert Cray, Eric Clapton e outros nomes importantes da história do blues. A tendência é que outras rádios de outros países também se interessem.

Blues com Z –Vc, sendo um pioneiro do blues feito no Brasil, vê algum aumentom do interesse do Blues por aqui?
Maurício - Vejo, sim, um aumento do interesse no Blues, mas numa taxa bem abaixo do que seria interessante pra todo blueseiro. Claro que a internet contribui muito, mas continua aquela coisa do amigo que levou o amigo pra conhecer e, dependendo do show, o blues ganhou ou não mais um adepto.

Blues com Z – Em sua opinião, o que poderia ser feito para o crescimento do blues no Brasil?
Maurício -
Primeiramente, o que vc e outros poucos estão fazendo, que é dar oportunidade aos blueseiros tupiniquins de mostrarem seus trabalhos. Aparecer em programa de televisão seria muito bem-vindo. Também é muito importante que os artistas e as bandas se aperfeiçoem, não só tecnicamente, mas na interação com o público e na performance. Separar, realmente, o que é blues do que não é. Você pode até misturar estilos, mas a pegada, o feeling e a ” maldade”blueseiras têm que estar presentes.

Blues com Z - Fale sobre seu momento atual e seus novos projetos.
Maurício
– No momento, estou correndo com o recém-lançado “Laundromat 335”, que é uma homenagem aos grandes mestres do Blues. Tenho o prazer de estar trabalhando com os Blues Groovers – Otávio Rocha(Blues Etílicos); Ugo Perrota e Beto Wether, ambos ex-Big Allanbik. Dia 09/04 estaremos nos apresentando no Bourbon Street.

Blues com Z – Deixe seus contatos como, Myspace, Site e todos os seus endereços para o interessado em seu trabalho.
Mauríciowww.myspace.com/mauriciosahady

Nenhum comentário: